Tel.: (11) 3676-0874 - comercial@revistapetrus.com.br

Venda direta vai reduzir o preço do etanol? Não necessariamente!

O sistema de distribuição de combustíveis no Brasil está passando por diversas alterações nesses dias. Uma delas, que causou muito clamor por aí, na imprensa, é a venda direta do etanol da usina para o posto. O que quer dizer isso? Quer dizer que o produtor do etanol, a usina que produz o etanol, não vai precisar mais, se ela não quiser, vender para o grande distribuidor de combustível. Quem que são? BR, da Petrobras, Shell Raízen, Ale, Ipiranga.

Hoje, ela é obrigada a vender para a distribuidora, e a distribuidora, para o posto. Não é mais obrigatório: a usina pode vender para o posto. Aí o pessoal falou: “que legal, vai diminuir o preço do etanol na bomba”. Não se sabe, porque há alguns empecilhos. Assista ao vídeo e entenda!

Primeiro deles, pensa o seguinte: um grande produtor de etanol fornece para uma grande distribuidora, que tem a sua estocagem em tanques, e também um sistema logístico para mandar esse etanol para os postos.

Agora, se eu sou dono de um posto, vou ter que arranjar um caminhão para mandar lá na usina, para trazer o etanol para o meu posto. Se eu estou perto da usina, vale a pena; se eu estiver longe, se eu não estiver em uma região produtora do etanol, será que vai valer a pena? Então esse é um dos problemas.

Mais obstáculos para baixar o preço do etanol
Além do mais, o posto que tem um contrato com uma grande distribuidora é obrigado, por esse contrato, a fornecer somente os combustíveis que ela lhe entrega. Então, eu sou um posto BR, Petrobras, eu sou obrigado a distribuir combustível – etanol, gasolina, diesel, tudo – da Petrobras, porque a Petrobras está garantindo a qualidade daquele combustível. Então, eu não posso comprar direto na usina por exemplo.

Outros probleminhas acontecem porque, nessa venda, nessa comercialização de etanol, tem uma parte meio nebulosa que diz respeito à sonegação de impostos estaduais. Isso poderá também ser um problema, uma pedra no sapato de alguém. Então, essa redução do preço do etanol pode até acontecer, mas talvez demore.

 Fonte: Autopapo (Boris Feldman)