Tel.: (11) 3676-0874 - comercial@revistapetrus.com.br

Petróleo opera volátil, após semana de ganhos com estoque menor nos EUA

O petróleo opera volátil e perto da estabilidade na manhã desta segunda-feira, sustentando os ganhos do fim da semana passada, alcançados após uma redução inesperada no estoque de petróleo bruto dos Estados Unidos e a interrupção da produção da commodity no campo de el-Feel, na Líbia. Quando está operante, esta localidade produz 60 mil barris por dia.

Às 10h05 (de Brasília), o petróleo WTI para abril subia 0,13%, a US$ 63,63 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), enquanto o Brent para maio se mantinha estável, a US$ 67,04 o barril, na ICE.

Os preços de petróleo avançaram mais de 7% nas últimas duas semanas, após preocupações com a crescente produção de xisto nos EUA ter desencadeado no início de fevereiro uma queda de mais de 12% nas cotações.

Na última quinta-feira, o Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) norte-americano informou que o volume total de petróleo bruto em estoque nos EUA caiu em 1,6 milhão de barris na semana terminada em 16 de fevereiro. “Pela primeira vez em quase quatro anos, os estoques totais de petróleo comercial dos EUA ficaram abaixo da média dos cinco anos anteriores”, segundo Stephen Brennock, analista na corretora PVM Oil Associates Ltd.

Além disso, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e outras 10 nações produtoras que não integram o cartel, entre elas a Rússia, têm reduzido a produção da commodity em 1,8 milhão de barris por dia desde o início de 2017. O acordo, previsto para acabar ao fim deste ano, ajudou a elevar os preços de petróleo em mais de 50% na segunda metade do ano passado.

Fonte: IstoÉ