Tel.: (11) 3676-0874 - comercial@revistapetrus.com.br

Petróleo fecha em alta e Brent ultrapassa US$ 60 pela primeira vez desde 2015

Os contratos futuros de petróleo fecharam em alta na sexta-feira (27), com o barril do tipo Brent ultrapassando a marca de US$ 60 pela primeira vez desde julho de 2015. A alta foi provocada por especulações a respeito da possibilidade de extensão do acordo de corte na produção dos membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

O petróleo WTI para dezembro, negociado na New York Mercantile Exchange (Nymex), fechou em alta de 2,39%, a US$ 53,90 por barril. Já o Brent para janeiro, que se tornou o contrato mais líquido nesta sexta-feira, negociado na Intercontinental Exchange (ICE), subiu 1,84% e fechou a US$ 60,13 por barril.

Segundo a Capital Economics, um comentário do príncipe da Arábia Saudita favorável à continuidade do corte na produção da Opep durante todo o ano de 2018 estimulou o mercado. A redução, a princípio, vigora até março de 2018 e, caso se estenda, o mercado vislumbra um equilíbrio da oferta e demanda.

Além disso, nesta sexta-feira, uma conferência sobre óleo e gás que contou com a presença de diretores executivos de algumas das maiores empresas de energia rendeu especulações de que a Opep esteja inclinada e estender o corte na produção, anunciado em novembro do ano passado.

A próxima reunião da Opep está marcada para o dia 30 de novembro, em Viena.

Hoje também foi anunciada a atualização da contagem de poços e plataformas de petróleo em atividade nos Estados Unidos, que subiu apenas 1 em relação à semana passada, de acordo com a consultoria Baker Hughes. O dado fez o petróleo desacelerar um pouco, mas o fôlego logo foi retomado.

Fonte: Isto É Dinheiro Online