Tel.: (11) 3676-0874 - comercial@revistapetrus.com.br

Petrobras vai exercer direito de preferência em três áreas no 4º leilão do pré-sal

CNPE acata pedido da estatal para Dois Irmãos, Três Marias e Uirapuru, que serão leiloados em junho.

RIO- O Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) publicou resolução na terça-feira (2) acatando pedido feito pela Petrobras para exercer o direito de preferência nas áreas do pré-sal de Dois Irmãos, Três Marias e Uirapuru, durante o 4º leilão de partilha que será realizado neste ano. No 4º leilão do pré-sal serão ofertadas ainda as áreas de Saturno e Itaimbezinho, localizadas todas nas bacias de Campos e Santos. Em 14 de dezembro , a Petrobras havia manifestado ao CNPE o interesse de exercer o direito de preferência nessas três áreas.

O leilão dos cinco blocos no pré-sal que serão explorados no regime de Partilha será realizado no dia 7 de junho. Pela novas regras em vigor, a Petrobras tem o direito de escolher as áreas nas quais poderá vir a exercer o direito de preferência durante o leilão, ou seja, caso não seja a vencedora do certame em uma dessas áreas, a estatal poderá vir a participar do consórcio que for vencedor.

A revisão do governo é de arrecadar R$ 4,6 bilhões com o bônus de assinatura que os consórcios pagarão para arrematarem as áreas. O bloco mais caro será o de Uirapuru (R$ 2,65 bilhões). O segundo valor mais alto está na área de Saturno (1,45 bilhão), seguido por Dois Irmãos (R$ 400 milhões), Três Marias (R$ 100 milhões), e Itaimbezinho (R$ 50 milhões).

A produção de petróleo do pré-sal em novembro totalizou aproximadamente 1,652 milhão de barris de óleo equivalente (petróleo e gás) por dia, um aumento de 1,5% em relação ao mês anterior. De acordo com Boletim de Produção da Agência Nacional do Petróleo (ANP), a produção, oriunda de 83 poços, foi de 1,327 milhão de barris de petróleo por dia e 52 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia, correspondendo a 49,9% do total produzido no Brasil.

Já a produção total de petróleo no Brasil em novembro foi de 2,595 milhões de barris por dia de óleo equivalente, uma redução de 1,2% na comparação com o mês anterior e de 0,5% em relação ao mesmo mês em 2016.