Tel.: (11) 3676-0874 - comercial@revistapetrus.com.br

ANP promove ação pelo Dia do Consumidor

A ANP realiza durante todo o dia de hoje uma ação orientando a população sobre seus direitos no momento de abastecer. Fiscais da Agência estão mostrando aos consumidores que aspectos devem ser observados nos estabelecimentos, testes que podem ser exigidos e onde reclamar caso desconfiem de algum posto.

Em São Paulo a ação foi feita no Auto Posto Bauru, em Perdizes. Além dos agentes da ANP estiveram presentes o Superintendente de Fiscalização e Abastecimento, Francisco Nelson Castro Neves, e uma equipe do Ipem-SP.

Segundo ele o plano é fiscalizar mais de 500 empresas em todas as regiões do país. “Hoje estamos com um trabalho educativo. É um trabalho que procura “empoderar” o consumidor para que ele seja mais ativo na relação de consumo dos combustíveis. Essa atitude dele no sentido de conhecer o produto ajuda muito a fiscalização e ajuda a controlar o mercado.

O chefe do Núcleo de Fiscalização Regional de São Paulo, Sérgio Souza Almeida, explicou que desde o dia 11 o Agência vem fazendo fiscalizações e orientando o consumidor. Dentre os pontos em destaque a questão da informação do preço, que deve estar visível, assim como o esclarecimento sobre a origem do produto comercializado, quando o posto for o chamado “sem bandeira”. “Qualquer inconformidade pode ser comunicado ao nosso Centro de Relações ao Consumidor pelo telefone 0800 970 0267.”

O Coordenador de Planejamento do escritório de São Paulo da ANP, Carlos Eduardo Oliveira, lembrou ainda que o consumidor tem o direito de solicitar ao frentista a realização do teste de qualidade ou de aferição da bomba, caso desconfie de alguma coisa.

Ontem (14/03) foram fiscalizados 12 postos de combustíveis  em sete municípios: Araçatuba, Campinas, Valinhos, Piratininga, Caçapava, São Paulo e São Bernardo. No Paraná,  foram fiscalizados  três revendas de GLP em Maringá. Ao longo da semana, serão fiscalizados cerca de 500 agentes econômicos (postos de combustíveis e revendas de GLP) em mais de 100 cidades, nas cinco regiões do Brasil.