Tel.: (11) 3676-0874 - comercial@revistapetrus.com.br

ANP abre processo para apurar causas de vazamento em plataforma no ES

A Agência Nacional do Petróleo (ABNP) abriu nesta segunda-feira (25) um processo para investigar as causas do vazamento de petróleo na plataforma P-58 da Petrobras na madrugada do dia 23 de fevereiro. Durante a operação de transferência de petróleo da plataforma para um navio aliviador, vazaram cerca de 188 mil litros de óleo. De acordo com a ANP, os objetivos da investigação são apurar as causas do incidente e divulgar um alerta de segurança para a indústria petroleira “de forma a evitar a ocorrência de outros casos semelhantes. “

A Petrobras informou, por sua vez, que fez um sobrevoo no início da tarde desta segunda-feira (25) e que constatou que não há mais óleo na região decorrente do vazamento ocorrido ma P-58. Segundo a estatal, isso demonstra que foram adotadas as ações corretas no momento da ocorrência do incidente. A Petrobras destacou que todas as medidas foram acompanhadas pela Marinha do Brasil, pelo Ibama e pela ANP.

A P-58 está localizada a 80 quilômetros do litoral sul do Espírito Santo. Segundo a ANP, que acompanha o caso dese que foi informada na madrugada do dia 23, o vazamento foi interrompido logo após sua detecção. De acordo com a ANP, não houve vítimas nem impacto à operação da plataforma.

A Petrobras informou também que uma comissão interna de investigação e análise, criada no próprio dia do acidente, já está apurando as causas do acidente. Segundo a estatal, o vazamento foi causado pelo rompimento de um mangote durante operação de transferência de óleo para navio aliviador, “e foi interrompido imediatamente após a sua detecção”.

Fonte: Jornal O Globo